10 Dicas Indispensáveis sobre SEO On-Page

Aumente seu tráfego orgânico, número de leads e vendas sem gastar dinheiro

As técnicas de SEO (Otimização Para Motores de Busca) mudaram drasticamente nos últimos anos, principalmente para se adequar as exigências do Google que tem se tornado cada vez mais seletivo com relação aos resultados que entrega em sua primeira página de pesquisas.

O resultado dessas mudanças fez muitos sites consolidados despencarem enquanto gente nova e com conteúdo de qualidade assumiram o topo, e você como está sua posição hoje?

Deixe um comentário sobre os seus resultados, mais independente disso temos que ter em mente que sempre é possível melhorar, então nesse artigo vou eu falar sobre as principais técnicas de SEO on-page que jamais devem ser ignoradas, são dez dicas Indispensáveis para melhorar sua posição nas buscas orgânicas do Google.

  1. Organize as páginas de seu site em torno de uma keyword ou um tópico bem definido.

Os seus textos devem estar focados em um assunto especifico, é importante não fugir da sua ideia central, pense sobre o que exatamente você quer passar para seus leitores, desenvolva seu tema da melhor maneira possível e não seja prolixo.

Sua palavra chave deve aparece nos principais elementos da página como o título, tags heading, atributos das imagens e de maneira natural durante o texto.

  1. Use sinônimos e variações de keywords

Ainda em 2014 o Google anunciou que o AdWords (serviço de pesquisa pago) não iria mais se orientar exclusivamente em palavras chaves exatas, mas também em variantes e sinônimos, isso obviamente também foi aplicado na busca orgânica.

Você já deve ter percebido que os resultados das pesquisas nem sempre trazem exatamente a frase que digitamos, ainda assim o contexto está dentro do que buscamos, explore essa funcionalidade pensando suas palavras chaves de uma maneira mais ampla, isso também vai ajudar a deixar seu texto menos repetitivo.

  1. A estrutura de sai URL deve ser curta, descritiva e ajudar a categorizar o seu site

A URL é um dos fatores principais que os buscadores usam para atribuir o ranking das páginas. É importante fazer com que suas URLs sejam fáceis de rastrear, estejam de acordo com seu assunto e organizadas para ajudar a categorizar seu site.

É fundamental usar URLs amigáveis.

  1. Otimize os títulos das páginas

Os títulos das páginas são os primeiros elementos exibidos nos resultados das pesquisas, são através deles que os motores de busca identificam qual é o assunto da sua página.

Como o Google só mostra entre 50 a 60 caracteres nas descrições do título, o ideal é você manter ele com o máximo de 55 caracteres. Você também deve colocar sua keyword no título da página, preferencialmente logo no início.

  1. Utilize corretamente as tags Heading

As tags heading mostram de maneira clara tanto para os leitores quanto para os motores de busca cada tópico da página.

Um robô de pesquisa identifica as heading diretamente no código HTML (h1, h2, h3, etc.) das páginas.

As headings também servem para hierarquizar os tópicos, por exemplo: Os tópicos principais usam “<h1>”, sub-tópico nível 1 “<h2>” e assim por diante.

Alguns pontos que devem ser considerados a respeito das tags heading:

  • Evite usar termos genéricos dentro das Heading como “Home” ou “Produtos”
  • Não coloque informações importantes que deveriam estar dentro de uma tag heading em imagens.
  1. Otimize os atributos das imagens

As imagens também podem ser usadas para melhorar significativamente o SEO de suas páginas através das tags “Alt”, “Title” e do próprio nome dos arquivos, coloque suas keywords nesses atributos, assim você terá mais chances de ser aparecer nos resultados das buscas.

  1. Aumente os links para seu site naturalmente

Tanto o Google quantos os outros buscadores continuam usando links naturais e de qualidade como fator principal de ranking das páginas.

Monitore constantemente seus backlinks, se você produz conteúdo de qualidade a tendência é que o numero cresça naturalmente ao longo do tempo, nunca crie link em sites de baixa qualidade isso pode lhe gerar até mesmo uma punição.

  1. Aumente a velocidade de seu site

Desde 2011 o google passou a considerar o tempo de carregamento das páginas como o fator para classificar os sites em seu ranking, hoje a experiência do usuário é a grande ênfase da empresa, dessa forma velocidade é um fator crucial para seu site se dar bem nas pesquisas, afinal ninguém tem paciência de ficar esperando um site que demora a carregar.

Veja como testar a velocidade do seu site e também como melhorar o tempo de carregamento de suas páginas.

  1. HTTP (Hyper Transfor Protocal Secure) x HTTPS (Hyper Text Transfer Protocal)

Em um esforço para tornas a Internet mais segura, o Google começou a destacar a importância de utilização do protocolo HTTPS.

Tradicionalmente a grande maioria dos sites utiliza o HTTP, entretanto utilizar o HTTPS pode garantir maior segurança e proteção para os usuários que tem seus dados criptografados antes de serem transmitidos pela web, isso passou a ser considerado pelo Google como fator de classificação positiva para os sites.

Sempre que possível utilize HTTPS.

  1. Otimização para dispositivos Mobile

Cada dia mais pessoas acessam a Internet através de smartphones e tablets, e muitos internautas nem mesmo dispões de um computador para acessar a web em seu dia a dia.

Ter um site mobile ready não é uma opção e sim uma obrigação de quem quer atrair mais visitantes em suas páginas, e como não poderia deixar de ser é um dos novos fatores que influenciam a colocação dos sites nos resultados orgânicos das buscas.

Olhando por alto pode parecer que está cada dia mais difícil chegar a um bom posicionamento nos resultados orgânicos das pesquisas. Porém o objetivo principal é proporcionar a melhor experiência possível aos usuários, seja em termos de conteúdo quanto em usabilidade dos sites.

Da mesma maneira que aconteceu no mundo físico, a concorrência na Internet está cada dia mais acirrada, e a seleção natural também ocorre no mundo digital e qual é a sua opinião?

loading...


Compartilhe Também:

Comentários(2)

Deixe seu comentário