Cientificamente incorreto-2012 é eleito como pior filme pela NASA

O filme 2012 é o mais absurdo de todos os tempos no cinema em termos científicos. Quem afirmou foram investigadores da agência espacial norte-americana NASA num encontro ocorrido na Califórnia.

Os peritos, que se reuniram para um debate sobre ficção científica, recordaram os filmes que fizeram maior sucesso e procuraram distinguir os argumentos mais absurdos e infelizes daqueles que mais se aproximaram da realidade.

A maioria dos filmes não convence muito sob o ponto de vista científico. No entanto, os investigadores encontraram argumentos plausíveis, como o de “Blade Runner”, de Ridley Scott, ou do filme menos conhecido “Gattaca”, de Andrew Niccol, protagonizado por Ethan Hawke, Uma Thurman e Jude Law.

De igual forma, os peritos da Nasa aplaudiram o clássico “Metrópolis” e a primeira versão de “Parque Jurássico”.

O “óscar” para o argumento mais absurdo e implausível foi atribuído a “2012″, a trama apocalíptica de Roland Emmerich, a critica mais dura veio de E. C. Krupp, diretor do Observatório Griffith, em Los Angeles, que afirmou: “o que acontece no filme é baseado em loucura pseudocientífica, ignorância em Astronomia e um alto nível de paranoia”.

Além dos vários erros científicos, os investigadores lamentam que o filme acalente a ideia de que o mundo acaba já no próximo ano.

Compartilhe Também:

Deixe seu comentário