Bulldozer – Novo CPU AMD pode ser até 50% mais rápido que Core i7 da Intel

A briga Intel vs AMD está próxima de mais um capitulo, desde o lançamento da série Core, a Intel vem mantendo a liderança do mercado de processadores no quesito desempenho, mais agora parece que finalmente chegou a hora da AMD dar o troco com uma nova família de CPU’s capazes de superar em 50% o desempenho do top de linha da Intel.

De acordo com o site turco DonanimHaber, a AMD teria mostrado esses números de desempenho em uma apresentação para seus parceiros.
O documento comparou o Bulldozer a um processador Intel Core i7 950 e um Phenom II X6 1100T, em três diferentes cenários de usos.


Os resultados variaram em função das tarefas de execução, mas no geral o processador Bulldozer provou ser cerca de 50% mais rápido que o Core i7 950, se os números demonstrados pela AMD forem verdadeiros, o chip Bulldozer deve superar o CPU Intel Core i7 980X com seis núcleos.

A arquitetura de processadores Bulldozer da AMD esta em desenvolvimento desde 2005, segundo fontes do Tomshardware, os primeiros chips Bulldozer vão chegar no final do mês de junho. Os processadores, destinados a computadores de alto desempenho vão utilizar a nomenclatura FX divididos em três séries: dois FX4000 (quatro núcleos), dois FX6000 (seis núcleos) e quatro FX8000 (oito núcleos). Destes, apenas quatro serão lançados este ano, os demais deverão aparecer apenas no quarto trimestre de 2011.

Atualizações:

A AMD prometeu que os novos processadores estarão disponíveis para 11 de Junho, quatro modelos FX-8130P, FX 8110, FX-6110 e FX-4110. Os dois primeiros são os esperado processadores de oito núcleos, os demais de seis núcleos. Embora a AMD não forneceu a freqüência de clock em que elas operam, cogita-se ser superior a 3 GHz com 4, 6 ou 8 MB de cache de nível 2, de acordo com o número de núcleos, o controlador de memória RAM é DDR3-1866, teram a tecnologia Turbo Core, já disponível nos últimos modelos de Phenom, viram desbloqueado, 32 nm (95 e 125 W). [fonte]


Compartilhe Também:

Deixe seu comentário