Caiu na net vídeo do suposto estupro no BBB 12


O modelo paulista Daniel (31) foi expulso do BBB 12 depois da polemica gerada pelo suposto estupro cometido por ele contra a gaúcha Monique.
O caso foi para na polícia que esteve na ultima segunda nos estúdios do Projac para abrir um inquérito sobre o possível abuso sexual que teria acontecido na madrugada do domingo (15).
A Rede Globo divulgou nota sobre a expulsão de Daniel do BBB 12, sem dizer exatamente quais os motivos da eliminação.

“Daniel foi eliminado do Big Brother Brasil 12 no início da noite desta segunda-feira devido a um grave comportamento inadequado. Após rigorosa avaliação da Rede Globo, iniciada no domingo de manhã, a notícia foi comunicada ao ex-brother. O apresentador da atração, Pedro Bial, anunciará a decisão na edição desta noite”. Nota da Rede Globo.

Monique chegou a conversar com outra BBB sobre o caso, contando que foi chamada no confessionário pela produção do BBB para esclarecer o que teria rolado debaixo dos lençóis durante a madrugada.

“Me chamaram no confessionário para perguntar se tínhamos feito alguma coisa. Eu sei que não fiz, mas começo a pirar. Será que eu fiz? Será que não? Estou muito mal com isso”, disse a Sister.

Preocupada com a história, a gaúcha chegou a perguntar ao Daniel sobre o que teria acontecido, mas ele negou que os dois tenham transado.

“Não teve momento de sacanagem nossa juntos. Não nos beijamos nem na festa. Nos beijamos no quarto e nos agarramos no edredom com a cabeça pra fora.  Tudo que fizemos foi dar uns dois beijinhos e apenas passar a mão”, conta Daniel.

A mãe da BBB, disse que vai entrar na justiça contra o rapaz, Cláudia Amin afirma que a filha estava desacordada e se disse revoltada com a situação.

Foi  aberto um inquérito pela polícia civil que pretende apurar o caso como “estupro de vulnerável”, pois a suspeita é de que Monique estaria inconsciente no momento do ato sexual.

Boninho, diretor do BBB, negou que tenha havido estupro e disse que o caso não passa de racismo pelo fato de Daniel ser negro.

Atualização 27/01

O delegado Antônio Ricardo Lima Nunes, titular da 32ª DP (Taquara/Rio de Janeiro), responsável pelo caso afirmou que Monique realizou exame de corpo de delito nesta terça-feira (17) e os resultados revelarão que que “não houve penetração”.

Apesar do resultado do exame a acusação de estupro continua valendo, já que o caso se encaixa no artigo 217 do CP, que prevê estupro de pessoa vulnerável. Nestas circunstâncias, mesmo sem penetração, a vítima não pode se defender do abuso. Se condenado, Daniel pode pegar uma pena de até 15 anos de reclusão.

Atualização 22h23min

Daniel e Monique negaram em depoimento à Polícia Civil que tenham feito sexo, segundo informou o delegado Antônio Ricardo nunes em conversa com a imprensa nesta terça-feira (17). Os dois foram ouvidos em um escritório do Projac nesta manhã.

“Ambos negaram que houve relação sexual. Eles confessaram que ingeriram bebida alcoólica, que se tocaram embaixo do edredom, mas que estavam conscientes”,  Segundo o delegado, Daniel foi ouvido como testemunha e ainda não foi indiciado.
“Vou analisar com muito critério para não tomar nenhuma decisão precipitada.”, o delegado explicou que Monique se recusou a fazer exame de corpo de delito.

Confira o vídeo do suposto estupro no do BBB 12:

[via correio24horas]

Compartilhe Também:

Comentários(7)

Deixe seu comentário