Cidadania Digital, um projeto além da politica

Com o passar dos tempos e dos governos o Partido dos Trabalhadores (PT) não poupou as oportunidades de se mostrar infiel a tudo o que parecia ser os seus princípios, e em meios a tantos escândalos, desinformações e maracutaias, vem passando a impressão de que é um partido corrupto politico como qualquer outro…

Criticas a parte, temos que reconhecer quando surgi algum projeto que realmente tem como objetivo melhorar de alguma forma a vida dos cidadãos, sem ingerência politica. Neste caso estou me referindo especificamente aos Centros de Cidadania Digital (CDC) do Governo da Bahia, lançado na gestão do Governador Jaques Wagner (PT), ao qual tive a oportunidade de conhecer de perto.

O projeto é coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), ele é levado adiante por gente que realmente acreditam na importância desse trabalho, principalmente para as comunidades mais carentes.

Graças aos CDCs, sustentados pelo espírito voluntarioso, muitas pessoas estão conhecendo a inclusão digital e a oportunidade singular de experimentar e exercer um pouco de cidadania.

Cidadania Digital
(Texto da assessoria de comunicação da SECTI)

O Cidadania Digital é o programa de inclusão sociodigital da Bahia, estratégico para garantir o acesso às tecnologias da informação e da comunicação através de uma rede de computadores conectados à internet banda larga. Vencedor de importantes prêmios nacionais e regionais, o programa está presente em toda a Bahia e é reconhecido como a maior iniciativa pública estadual do país para a inclusão digital.

Atualmente, o Programa Cidadania Digital possui uma rede com mais de 1.000 Centros Digitais de Cidadania (CDCs) em todos os municípios baianos, que proporcionam 20 mil acessos diários.

Cada CDC é composto por:

  • um servidor
  • 10 computadores com diversos softwares
  • Internet banda larga
  • uma impressora

Os CDCs utilizam softwares livres desenvolvidos especificamente para atender às necessidades dos usuários. Qualquer cidadão pode utilizar os CDCs, que são implantados em parceria com instituições públicas ou organizações da sociedade civil organizada.

Há Centros Digitais de Cidadania em operação em espaços diversos, como:

  • centros comunitários
  • escolas
  • igrejas católicas e protestantes
  • comunidades afrodescendentes
  • aldeias indígenas
  • comunidades quilombolas
  • centros de ressocialização de jovens

Cursos de capacitação e outras atividades são desenvolvidas em parceria com as comunidades para potencializar os benefícios trazidos pela tecnologia da informação. Os CDCs permitem ainda a emissão de documentos pessoais e se tornam ponto da Ouvidoria do Estado, além de outros serviços públicos on-line.

O trabalho realizado nos CDCs potencializa a capacidade criativa dos usuários, contribui para a realização das atividades escolares, ajudando a melhorar o aprendizado dos estudantes e favorece a difusão do conhecimento, através da realização de cursos e oficinas.


O principal público beneficiado pelo Programa de Inclusão Sociodigital é de baixa renda. Dados do Sistema de Cadastro do Cidadão apontam que quase 90% dos usuários do Programa têm renda familiar de até dois salários mínimos, o que confirma seu impacto social.

O sistema de cadastro também revela que os jovens são o público prioritário do Cidadania Digital: 67% dos usuários têm até 21 anos de idade e  93% do público frequenta escola pública.

Compartilhe Também:

Comentários(3)

Deixe seu comentário