Cientistas australianos desenvolvem olho biônico

Cientistas australianos anunciaram o desenvolvimento de um olho biônico. O Dr. Anthony Burkitt, diretor de pesquisa da Bionic Vision Australia e professor de Engenharia na Universidade de Melburne, explica que o dispositivo irá proporcionar uma mudança de vida para os beneficiários, trazendo a possibilidade dessas pessoas voltaram a enxergar o mundo.

O olho biônico consiste em uma pequena câmera e um microchip implantado na retina do paciente. A câmera, montada na estrutura de um par de óculos, capta a incidência da luz (entrada visual) e a transforma em sinais elétricos que serão enviados ao microship (localizado na parte posterior do olho, por meio de uma conexão sem fio). Este, por sua vez, estimula diretamente os neurônios da retina (que continuam vivos e ativos). O dispositivo simula uma retina artificial. A invenção se implanta parcialmente no globo ocular e foi projetada especialmente para pacientes que sofrem uma perda de visão degenerativa e hereditária causada por uma condição genética conhecida como retinitis pigmentosa.

O microchip tem apenas cinco milímetros quadrados, ele é considerado um avanço significativo na tecnologia de estimulação nervosa, possuem 98 canais de estimulação cada um precisamente controlado para restabelecer certo sentido da visão.

“Nós antecipamos que este implante na retina vai fornecer a usuários mobilidade e independência, e que futuras versões dele vão por fim permitir que se reconheça faces e ler textos em grande quantidade”.


[via itwire.com]

Compartilhe Também:

Seja o primeiro a comentar:

Deixe seu comentário