Introdução ao shell script Linux

O shell script é pode ser considerado uma versão Linux para os nostálgicos arquivos de lote MS-DOS  (bat files), entretanto um pouco mais flexível e muito mais poderoso. Da mesma forma que o bat, os shell scripts são na realidade uma lista de comandos arrumados de forma semelhante a um algoritmo computacional, o sistema lê o arquivo interpreta e executa as instruções.

Por se tratar de um arquivo de texto os script podem ser criados e editados a partir de qualquer editor como o vi ou gpedit.
Para ilustrar nossa conversa vamos criar um pequeno script, sua função será simplesmente montar uma unidade de disco Windows dentro do sistema de arquivos Linux.

Todos os shell scripts começam com a instrução #!/bin/bash, as linhas seguintes são executadas sequencialmente.

#!/bin/bash
 sudo mount -t ntfs /dev/sda1 /mnt/windows

Sempre que criamos um script devemos alterar a permissões do arquivo para executável (+x) é importante lembrar desse detalhe, caso contrario não conseguiremos roda-lo.

Comando:

chmod +x meuscript

Esse foi apenas uma pequena amostra dessa fantástica ferramenta, usando um shell script a gente pode fazer tarefas básicas como imprimir mensagens de boas vidas ou bem mais complexas como compilar e instalar um sistema inteiro automaticamente ou interagindo com o usuário.

Se quiser aprender um pouco mais sobre shell script visite esse link.

Compartilhe Também:

Deixe seu comentário