Um soldado cansado e abatido pelo combate tenta em vão dormir, mas não se sente seguro, um pesadelo o faz acordar assustado no meio da noite. O combatente procura por entre escuridão seu par de óculos 3D e coloca o dispositivo. De repente, ele vê aparecer em torno de si pessoas em quem confia, são seus amigos para levá-lo longe daqueles sonhos perturbadores. Memórias violentas vão gradualmente desaparecendo e ele se sente em casa, longe do campo de batalha.

O Hospital naval de Bremerton, Washington (EUA), esta desenvolvendo um projeto chamado “Power’ Dreaming” para ajudar a tropa de combatentes traumatizada a eliminar seus pesadelos através de “calmantes digitais”. Um computador transmite imagens conhecidas e relaxantes que o militar passa a receber no momento em que coloca as lentes 3D, substituindo seus pesadelos por sonhos artificiais, bem mais agradáveis.

O plano é baseado em uma terapia cognitiva-comportamental, semelhante ao filme A Origem (Inception), o objetivo é de penetrar as memórias traumáticas dos militares usando realidade virtual e retroação biológica e promover o auto-controle das funções fisiológicas do corpo, de modo que o soldado afetado por stress pós-traumático seja capaz de trazer a sua mente imagens pré-desenhadas, criando sonhos terapêuticos que o fará se acalmar e voltar a dormir tranquilamente.

Mais da metade dos soldados norte-americanos sofrem de stress pós-traumático e sentem dificuldades para dormir, vitimas de recordações vividas durante os combates.

O projeto está em sua fase inicial e já no próximo ano poderá ser implementado na pratica, agora os soldados americanos poderão ter um sono tranquilo mesmo depois de um dia de assassinatos e barbáries na luta contra os “terroristas”…

[Via Wired]

Deixe o seu comentário:

snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake