em

Estudante que ofedeu nordestinos no Twitter é condenada pela Justiça

Em 2010, depois da vitória de Dilma Rousseff nas eleições, a estudante de direito Mayara Petruso usou sua conta no Twitter para postar comentários preconceituosos e incitar a violência contra os nordestinos e se muito deu mal, ela foi condenada a 1 ano, 5 meses e 15 dias de prisão pelo crime de racismo pela 9ª Vara Federal Criminal em São Paulo.


A pena contra a estudante foi convertida em prestação de serviço comunitário e pagamento de multa pela juíza federal Mônica Aparecida Bonavina Camargo. A redução na condenação aconteceu porque a magistrada entendeu que Mayara já sofreu punições pelas consequências de seu ato.

A jovem admitiu a culpa e se declarou arrependida, mesmo assim suas massagens ofensivas lhe custaram caro, além do processo na Justiça, logo depois do caso ela perdeu o emprego que tinha em um escritório de advocacia, teve que mudar de cidade e de faculdade por conta da grande repercussão de suas twittadas racistas.

Que isso sirva de exemplo para outros idiotas que andam falando besteiras por aí.

Publicado por Ivanilton Quinto

Empresário viciado em tecnologia, Ivanilton Quinto adora desenvolver e brincar com soluções que tenham o poder de facilitar nossa rotina digital!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Orangotangos ganham iPad para se comunicar em zoológico dos Estados Unidos

Como adicionar meta description dinâmicos no Blogger