Compartilhe com um Amigo:

ventos do norte não movem moinhos

Com certeza você já ouviu a expressão ‘os ventos do norte não movem moinhos’, mas você já parou pra pensar alguma vez em qual seu significado? Como para tudo nesta vida, há mais de uma explicação possível, todas elas com um ponto em comum: funcionam como metáforas para dizer algo.

Versão científica

Mas e o que realmente significa então? Bom, se fizermos uma analogia geográfica com o clima, os ventos do norte, chamados ventos alísios, encontram sua convergência na Zona Equatorial Brasileira, na região da Amazônia. O encontro desses ventos alísios, comumente frios, com a massa de ar quente equatorial faz com que eles percam a força, precipitando as chuvas, daí o clima úmido equatorial. Daí vem também a ideia análoga do nosso “sangue latino” = “sangue quente” (veja mais na segunda explicação, logo abaixo).

Analisando metaforicamente esta expressão, podemos concluir que signifique que algo foi feito e não surtiu o efeito esperado. Pois, tal como o vento alísio – que perde a força em contato com o ar quente (e não pode mover moinhos), muitas vezes toma-se atitudes que não têm força (poder) para alcançar o resultado planejado. Ou seja, é uma metáfora do nosso poder que, muitas vezes, é limitado.

Versão poética

Se eu te perguntasse de onde você conhece essa expressão, tenho quase certeza de que você responderia que a ouviu na música ‘Sangue Latino’ da banda brasileira Secos e Molhados, certo? Pois bem, segundo Ney Matogrosso, intérprete da música, é um tema político. A resposta à esta questão foi dada há muitos anos, pelo próprio autor da letra, o poeta, intelectual e produtor cultural Paulinho Mendonça, até hoje muito amigo de Ney Matogrosso.

Os “ventos do norte”, segundo ele se referem à América do Norte e ao imperialismo do governo norte-americano, que organizara, então, toda a repressão na América Latina, mais especificamente ao Plano Condor, um assunto proibido na ditadura. Mas como a repressão era um meio muito inculto, não perceberam a linguagem cifrada da canção, e a censura liberou-a.

Para saber mais sobre o significado da expressão na visão de Ney Matogrosso, leia a edição 125, de 2008, da revista “Caros Amigos”, na qual ele comenta o significado dos “ventos do norte”.

Agora dê o play e relembre esta bela canção.

Deixe o seu comentário:

Fechar Menu