Cidade alemã instala parquímetros para cobrar imposto das prostitutas

A prostituição é uma das profissões mais antigas do mundo e a estimativa é que o faturamento anual da indústria da prostituição seja de mais de 100 bilhões de dólares em todo o mundo.

Aqui no Brasil as “profissionais do sexo” já estão inclusive sindicalizadas, nada mais justo que elas também pagem impostos, certo?

Pois bem, a cidade alemã de Bonn saiu na frente do Brasil nesse tipo de tributação, eles instalaram uma espécie de parquímetro para prostitutas que trabalham nas ruas. Elas serão obrigadas a comprar um bilhete, que custa 6 euros (R$ 13,7), para poder trabalhar. Se for flagrada sem o bilhete pelos fiscais, a infratora pode ser advertida, multada e até proibida de exercer sua profissão.

A prefeitura espera arrecadar anualmente 300.000 euros com o novo imposto.
Como o Brasil disputa o titulo de maior carga tributaria do mundo, não duvide se daqui uns dias essas maquininhas comecem a aparecer nas esquinas de nossas metrópoles…

As informações são da a revista Der Spiegel.

Compartilhe Também:

Deixe seu comentário