Compartilhe com um Amigo:
Como descartar celularesvelhos
Aprenda o que você deve fazer com aquele celular que não usa mais

 

Os telefones celulares contêm um coquetel de substâncias tóxicas, e reciclá-los mantém esses elementos indesejáveis longe da natureza.
Você já deve ter percebido que celulares, e os produtos eletrônicos em geral, têm uma vida útil muito curta. Isso significa que, em pouquíssimo tempo, novos produtos com grandes inovações são lançados, levando ao descarte (por vezes precoce) de muitos aparelhos.

Hoje, estima-se que a vida útil de um celular seja 7,5 meses. Mas depois do uso, para onde irão estes aparelhos descartados e seus cerca de 30 elementos químicos, incluindo cobre, lítio, chumbo e cromo? De acordo com as Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil é o país emergente que mais gera lixo eletrônico por habitante.

A dica é de doar seu aparelho velho para reciclagem quando realmente precisar de um novo. Os telefones celulares contêm um coquetel de substâncias altamente tóxicas, e reciclá-los mantém esses elementos indesejáveis longe do meio ambiente, além de contribuir para diminuição da extração de minérios da  natureza para manufatura de novos aparelhos.

Outra coisa que você pode fazer é resistir à tentação dos upgrades. As empresas de telefones celulares sempre incitam a trocar o aparelho antigo por um mais novo e moderno – geralmente muito antes que ele pare de funcionar. Evite o desperdício de matéria-prima e de energia consumida em sua manufatura ao escolher um modelo mais robusto, para durar por mais tempo.

Agora, se o seu celular realmente parou de funcionar, aqui ficam mais informações sobre onde descartá-lo:

1) As fabricantes de telefones recolhem os aparelhos quebrados. Entre em contato com o fabricante de seu celular.

2) As principais operadoras também possuem programa de recolhimento de baterias e celulares: Claro; Vivo; TIM ; Oi

3) O Grupo Pão de Açúcar e Nokia recebe celulares, baterias e carregadores nas lojas Pão de Açúcar e Extra pelo Programa Alô Recicle

4) A Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo e o Instituto Sergio Motta, recolhe pilhas, baterias, celulares e carregadores em diversos pontos pelo Programa E-lixo Maps

Para entender melhor como funciona todo o contexto da produção de eletrônicos e seu descarte, veja o vídeo “A História dos Eletrônicos” da Ann Leonard:

Deixe o seu comentário:

Fechar Menu