Mitos e verdades sobre invasão de contas na Internet

Imagem: CC joshuadelaughter

Onze de cada dez internautas já sentiu a curiosidade de bisbilhotar a vida online de algum desafeto ou amante. Nos fóruns e chats da Internet tem sempre alguém perguntando como se faz para descobrir a senha de Orkut, Facebook ou como hackear uma conta do Hotmail, Yahoo, etc. Então eu pensei escrever aqui no Rotina Digital sobre esse assunto, para esclarecer as coisas para as pessoas que vivem me perguntando sempre a mesma coisa e ajudar a você que talvez esteja lendo este artigo porque pesquisou no Google como hackear o Gmail, MSN ou coisa semelhante.

A primeira coisa que quero dizer a vocês é que os serviços como Facebook, Google, Yahoo, Hotmail,etc estão hospedados em alguns dos servidores mais seguros do planeta. Estes sites dependem totalmente da confidencialidade dos dados de seus usuário. Então a primeira coisa a ter em mente é que NINGUÉM pode simplesmente digitar um código mágico e hackear esses sistemas.
Sim, isso é absolutamente verdadeiro. Se um site acessado simultaneamente por milhões de pessoas do mundo inteiro for comprometido por invasores e sair do ar por apenas alguns minutos, isso pode custar-lhes milhões de dólares de prejuízos. Então, nós não temos a menor dúvida do quanto eles levam a sério suas medidas de segurança.

Nesse exato momento alguns dos maiores hackers do mundo estão fazendo mil e uma artes para invadir esses serviços. Agora pense:

-Se por acaso se algum deles conseguisse um jeito de burlar toda essa segurança, será que teria tempo e interesse em ficar olhando o que seu chefe ou sua namorada andam escrevendo em seus e-mails?

Apesar disso quando você pesquisa no Google sobre como invadir o Orkut, Hotmail e Cia limitada vai encontrar milhões de resultados com pessoas alegando que podem fazer isso para você. Alguns “hackers” irão lhe pedir dinheiro, alguns vão pedir informações das suas próprias contas, outros vão pedir para você baixar um programinha que vai fazer a mágica acontecer…

Pelo que vimos até aqui já deu para perceber que isso tudo não passa de mito, portanto, fuga dessas armadilhas!

Bem, mas você deve estar se perguntando: Se estes serviços são tão seguros, por que tanta gente tem suas senhas roubadas e suas contas hackeadas?

Em 99% dos casos o próprio usuário é o único responsável pelo comprometimento dos seus dados.
A razão pela qual a conta de muita gente é invadida é pela falta de conhecimento ou descuido enquanto navega pela Internet, essas pessoas entram suas informações em páginas erradas ou mal-intencionados, deixam senhas gravadas em computadores públicos ou são seduzidas pela arte da engenharia social.
Uma pratica que vem ficando cada dia mais comum é o chamado phishing, método em que os hackers criam uma página falsa idêntica a de um site conhecido (e-mails bancos, etc) e enviam um link pedindo para inserir informações pessoas e senhas, que um vez capturadas vão direto para o criminoso.

Em outros casos o ladrão virtual faz com que você clique em algum link de download e instale algum software que por sua vez instala um trojan ou keylogger no seu computador, essas pragas virtuais vão gravar suas informações e enviá-las para o hacker.

Por isso fique de olho aberto sobre o que você faz na Internet e redobre a atenção nos locais aonde você anda clicando ou colocando suas informações e senhas, principalmente quando esta fazendo compras.

Imagem: Wikimedia
Lembre se: “A curiosidade matou o gato...”

 

Compartilhe Também:

Este post tem 3 comentários

  1. Discordo do texto, ele dá a entender que o culpado é sempre o usuário e isso é mentira das grandes.
    Virus não precisam entrar por que o usuário clicou em link de phishing as vezes entra também pelos sites como esse aqui, por causa das propagandas, sei disso por ter que formatar meu PC ao entrar numa página que sempre uso uma das propagandas tinha um vírus que usou o sistema de detecção do Anti-Virus pra se instalar dentro do meu PC.
    Não sou usuário tolo, sempre verifico os links, a página e uso o Firefox com NoScripts e Ad-Block Plus e uma série de outras medidas como Firewalls e Antivirus.

    Garanto que não é minha culpa que o virus infectou uma propaganda num site que visito ha uns 3 anos.

    Outra coisa é as páginas como as do WordPress que permitem gravar informações avançadas suas só de habilitar ele e vendo que o Google pode acessar até componentes físicos do seu computador via uma página da Web que nenhum antivirus pega.
    Claro a culpa é sempre do Usuário.

    1. Oi, Keith tudo bem?
      Concordo com o que você falou, o usuário não é sempre o culpado, isso só ocorre em cerca de 99% dos casos :-).
      Brincadeira a parte,o fato é que usuários como você, infelizmente são exceção na Internet.
      Trabalho com TI e falo com propriedade.
      A maioria das pessoas não atualizam o antivírus, não atualizam softwares ou sistema operacional, instalam programas piratas e clicam em qualquer coisa que desperte curiosidade.
      Você tem noção de quantas pessoas ainda usam o IE6?
      A intenção do artigo é chamar a atenção para esse tipo de comportamento e suas consequências.
      Um abraço.

  2. Sei EXATAMENTE do que você fala, e vi que o faz com propriedade, mas perdoe-me a insistência no assunto! A Engenharia Reversa de Software está aí, não há como negar! E a menos que usemos, como é o meu caso, o LINUX, haverá SEMPRE a possibilidade de invasão, sr. Ivanilton. ARP Spoffing não é assim TÃO difícil de se aprender, e as Certificações de segurança para sites são BASTANTE vulneráveis a scripts Brute Force ou a simples instalação remota de um BacTrack. Acredito que 99% seja muito, mas uma LEGIÃO de usuários nem sonha que aquele inocente anúncio em um site pode ser um CP -um Cookie Poisoning…

Deixe o seu comentário:

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: