Professores brasileiros desenvolvem sistema digital de controle de chamadas

Martha Pfeffer e Alexandre Godoi, criadores do sistema (Foto: Jamila Tavares/G1)

Uma ideia criativa e barata que pode reduzir a evasão escolar e aumentar o controle dos pais sobre a localização de seus filhos, a iniciativa partiu de dois professores de uma escola pública do interior de Brasília, o projeto tem um custo médio de R$ 1 por aluno para a implementação e mais R$ 11 por mês pelo envio de 1.500 mensagens sms por dia aos pais.

O Núcleo de Tecnologia Educacional do Guará (NTE), cidade que fica a 11 quilômetros do centro de Brasília, desenvolveu um sistema digital para registrar a frequência dos alunos. Dois leitores de impressão digital foram instalados na entrada do Centro Educacional 2, escola que atende 1.460 estudantes da 8ª e 9ª série do ensino fundamental e de ensino médio, e os responsáveis são informados por mensagem SMS sobre o horário de entrada dos filhos.

De acordo com o analista de sistemas Alexandre Godoi, um dos criadores do projeto, o sistema, que começou a ser usado há uma semana, ainda está em fase de testes. A ideia é que ele esteja finalizado até o início do segundo semestre letivo, em agosto. A verificação da presença nominal em sala de aula ainda não foi abolida, mas a novidade já trouxe benefícios.

“Diminui a evasão escolar, aumenta a segurança na escola e facilita a preparação da merenda, pois evita o desperdício. Antes, tínhamos que passar em cada sala de aula para verificar a quantidade de alunos presentes”, afirma o diretor regional de ensino do Guará, José Antônio Messias.

Vejam a reportagem na íntegra:

Compartilhe Também:

Este post tem um comentário

  1. Bruna, mande um mail [email protected], sou uma das criadoras e agradeço a todos os comentários!

Deixe o seu comentário:

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: