Compartilhe com um Amigo:

Cientistas do Massachusetts Institute of Technology (MIT) recriaram artificialmente o processo da fotossíntese para gerar energia elétrica a partir da água e luz do Sol.

Eles desenvolveram folhas artificiais feitas de silício, níquel, cobalto e outros catalisadores, que geram reações químicas quando são colocadas na água e expostas a luz solar.

Durante os testes o experimento funcionou continuamente por várias horas, sem queda na geração de energia, mas ainda não existe previsão de comercialização, porque os sistemas de recolhimento, armazenagem e utilização do gás ainda não foram totalmente desenvolvidos. Além disso, o dispositivo precisa melhorar sua eficiência, pois apenas 2,5% da energia solar é redirecionado para produzir hidrogênio.

Os pesquisadores liderados pelo Dr. Daniel Nocera não são os primeiros a tentar recriar a fotossíntese com materiais artificiais, mas as propostas anteriores se basearam condicionamento em soluções difíceis e matérias-primas caras como a platina, isso tornava o processo pouco viável.
Nesse caso os materiais necessários para produzir as folhas são abundantes e baratos.

Os raios do sol são capazes de fornecer mais energia para a Terra em uma hora do que a que é consumida em todo o mundo durante um ano.

Assistam ao processo:

[via MIT]

Deixe o seu comentário:

Fechar Menu